Voltar

14 de maio de 2024

Estrias na gravidez: como remover ou evitar que aconteçam


Clock 4 minutos de leitura
high angle pregnant woman spending time indoors

O período de gestação é extremamente exigente com o corpo da mulher, considerando, sobretudo, todas as adaptações pelas quais o organismo precisa passar para garantir o desenvolvimento saudável para o bebê.

Mas por mais que muitas dessas exigências — como o crescimento da barriga e o inchaço das mamas — sejam inevitáveis e cruciais para a gestação, fato é que as estrias na gravidez também costumam aparecer com frequência, mesmo sem serem tão necessárias ou desejadas.

Conte, portanto, com a ajuda deste post exclusivo do blog da Farmácia Indiana para entender melhor tudo o que precisa saber para tirar ou mesmo evitar que apareçam estrias da gravidez. Por aqui, vamos da identificação das estrias e dos detalhes que causam sua aparição até as melhores alternativas de cuidados com a pele e produtos para se livrar das marquinhas.

Boa leitura!

O que são as estrias na gravidez?

As estrias na gravidez são as tradicionais marcas que aparecem na pele após o tecido ser intensamente esticado em um relativo curto espaço de tempo, como ocorre na gravidez. Essas pequenas marcas, devem-se à ruptura promovida nas fibras de colágeno e elastina.

Principalmente durante a gestação, as estrias costumam aparecer nas áreas da barriga, seios, quadris e coxas, geralmente muito exigidas nas adaptações as quais o corpo feminino passa para receber a criança.

Como se desenvolvem as estrias na gravidez?

Fatores clássicos e (quase) inevitáveis de uma gravidez, como aumento do peso, o estiramento da pele devido ao crescimento do útero e as características mudanças hormonais são alguns dos fatores que contribuem para o surgimento das marcas na pele.

Para complementar, é importante considerar também uma possível predisposição genética e até mesmo o tipo de pele da futura mãe. Isso porque, comumente, peles mais secas apresentam menor elasticidade e, portanto, podem deixar mais marcas quando exigidas dessa forma. Então, não deixe de conhecer o seu tipo de pele!

Como evitar o surgimento de estrias na gravidez?

É impossível, no cenário de uma gestação saudável, que as alterações corporais responsáveis pelo surgimento das estrias não ocorram. A melhor solução para evitar o surgimento de estrias, portanto, parte de um cuidado especial com a pele desde o início do período de gravidez.

Veja algumas dicas importantes para adicionar à rotina de cuidados da mulher grávida:

  • Tenha uma atenção redobrada à hidratação da pele, apostando em cremes hidratantes corporais ricos em ingredientes como vitamina E, colágeno, elastina e afins;
  • Se possível, faça um acompanhamento com seu peso, identificando junto ao seu profissional da saúde de confiança o quanto do aumento é saudável, fazendo com que sua pele não seja estirada além do necessário;
  • Não abra mão da prática de exercícios físicos adequados durante a gravidez, desde que haja o acompanhamento de professores de educação física. Com as devidas adaptações, a prática pode contribuir para a saúde da pele, promovendo a circulação sanguínea e estimulando a elasticidade da pele.
  • Uma má alimentação pode trazer problemas que vão muito além do já mencionado peso extra, com uma dieta rica em nutrientes, especialmente das vitaminas A, C, D e E, sendo um ponto muito importante na manutenção de uma pele saudável!

Como tratar estrias na gravidez?

Caso você tenha encontrado esse post já durante ou mesmo depois da sua gravidez e tenha sofrido com estrias, não se preocupe: também temos orientações para amenizar os danos já causados pelas estrias!

Existe, por exemplo, uma variedade de cremes e loções feitas para tratar estrias. Esses produtos geralmente contêm ingredientes como retinoides, ácido glicólico, vitamina C e ácido hialurônico para reestruturar a pele e estimular a produção de colágeno. Óleos corporais naturais também boas alternativas para tratar estrias. Eles ajudam a hidratar a pele e podem melhorar sua elasticidade, reduzindo assim a visibilidade das estrias.

Em casos mais graves, é possível buscar procedimentos estéticos a laser, com técnicas de microagulhamentos e demais alternativas podem ser considerados. Lembre-se de debater a questão com seu dermatologista ou obstetra, especialmente durante a gravidez.

Pronto! Agora você tem à disposição todas as informações que precisa para evitar ou mesmo combater o surgimento de estrias na gravidez. Ao entender como surgem as marcas, você também descobre os produtos e demais cuidados que podem fazer a diferença na hora de garantir a saúde da sua pele!

Siga contando com o blog da Farmácia Indiana para obter ainda mais informações sobre saúde que podem fazer toda a diferença nos cuidados diários. Você é nosso convidado para conferir, por exemplo, nosso material que elenca os três melhores hidratantes para se usar no inverno — período em que o frio e o vento tendem a promover um ressecamento da pele.

Estas podem ser alternativas importantes de serem adicionadas à sua rotina de cuidados, principalmente se o seu período de gestação coincidir com a época mais fria do ano.

Até o próximo post!


Clock 4 minutos de leitura